População mundial pára de crescer em 2070

Envelhecimento populacional e aumento da esperança média de vida durante o século XXI

01 agosto 2001
  |  Partilhar:

A população mundial pode parar de crescer antes do esperado, revelou uma equipa internacional de investigadores.
 

 

No estudo publicado na revista científica Nature, a população mundial atingirá o apogeu dentro dos próximos 70 anos. Mas a partir dessa data vai começar a diminuir.
 

 

Os investigadores acreditam que, no final deste século, o planeta irá albergar um total de 8,4 biliões - cerca de um bilião a menos do que as estimativas apresentadas pelas Nações Unidas.
 

 

No final do século, a população mundial terá muitas variações regionais e muito mais pessoas idosas do que tem hoje.
 

 

Segundo as previsões do grupo, existe 85 por cento de probabilidades da população do planeta parar de crescer antes de 2100.
 

 

O estudo adianta ainda que o total de habitantes não irá ultrapassar os 10 biliões antes do fim do século (uma probabilidade de 60 por cento), enquanto que existe 15 por cento de hipóteses da população mundial ser menor que hoje no final do século.
 

 

A mesma projecção adianta ainda que a população mundial atingirá o seu máximo, de nove biliões, em 2070, mas cairá até aos 8,4 biliões em 2100.
 

 

O leste da Europa tem, no entanto, um panorama diferente do resto do mundo. A população da ex-União Soviética vai descer já nas próximas duas décadas.
 

 

Noutras partes do mundo, o cenário é bastante diferente. Mesmo com a disseminação do vírus da Sida, a população do norte de África e regiões a sul do Sahara provavelmente irá duplicar durante o mesmo período.
 

 

Na China, e devido a uma queda em termos de fertilidade, a região terá 700 milhões de pessoas a menos que o sul da Ásia em meados do século.
 

 

A população vai envelhecer em todas as regiões, apontam os investigadores. "Ao nível global, a percentagem de pessoas acima dos 60 anos deve crescer, dos actuais 10 por cento para cerca de 22 por cento em 2050." No final do século, os mais velhos ocuparão já 34 por cento da população.
 

 

Os cientistas basearam as projecções em diversas variáveis, incluindo o ritmo da queda nas taxas de natalidade, as próprias taxas e a esperança de vida.
 

 

Adaptado por: Paula Pedro Martins
 

 

MNI - Médicos Na Internet
 

Fonte: Nature
 

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 1
Comentários 1 Comentar

comentario

o texto tem um grande excesso de erros nao da pra entender quase nada !!

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.