População de «bairros de lata» vai duplicar em 30 anos

ONU prevê mais dois mil milhões a viver sem condições

07 outubro 2003
  |  Partilhar:

A população dos bairros de lata vai duplicar nos próximos 30 anos a nível mundial, para atingir os dois mil milhões de habitantes em 2030, indica um relatório das Nações Unidas divulgado segunda-feira em Genebra.
 

 

Nos últimos dez anos, o número de pessoas a viver em barracas aumentou 36 por cento no mundo, atingindo os cerca de mil milhões de habitantes.
 

Como consequência do êxodo rural, 43 por cento da população urbana dos países em desenvolvimento vive em bairros de lata, contra 6 por cento nos países desenvolvidos, precisa o relatório do Programa ONU-Habitat.
 

 

As Nações Unidas calculam que até 2050 a população mundial contará com 9.000 milhões de habitantes, 6.000 milhões dos quais em cidades e 3.500 milhões em cidades precárias, privadas de construções sólidas, electricidade, água e serviços de higiene.
 

 

Isto, se não forem tomadas medidas radicais para solucionar o problema.
 

A Ásia alberga a maioria dos habitantes dos bairros de lata (550 milhões, ou seja cerca de 60 por cento do total), mas a África, com 187 milhões de habitantes nestas condições, possui a taxa mais elevada entre a população urbana (72 por cento), diz o relatório.
 

 

Fonte: Lusa
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar