Poluição no interior do carro afecta o coração

Saúde cardiovascular em causa

21 abril 2004
  |  Partilhar:

A concentração de partículas no ar que um motorista respira dentro do carro pode afectar a sua saúde cardiovascular, indica um estudo norte-americano.De acordo com o estudo, publicado na segunda edição de Abril do «American Journal of Respiratory Health and Critical Care Medicine», os condutores avaliados demonstraram stress cardiovascular atribuído a partículas encontradas no ar do interior dos carros. Os investigadores também detectaram mudanças do ritmo cardíaco e alterações no sangue que podem levar à formação de coágulos --um factor de risco para ataques do coração. Para chegar ao resultado, especialistas da EPA (Agência de Protecção Ambiental dos Estados Unidos, na sigla em inglês) monitorizaram as funções cardiovasculares da polícia de trânsito antes, durante e depois do turno de trabalho. Também analisaram a poluição do ar dentro e fora dos veículos.O material particular encontrado no interior dos automóveis é composto por pequenas partículas, com tamanho 30 vezes menor que a grossura de um fio de cabelo. Estas partículas são emitidas por carros e camiões, mas também por fábricas que utilizam combustíveis fósseis e indústrias.Segundo os cientistas, as descobertas preocupam, principalmente, no caso dos indivíduos mais velhos com problemas cardíacos.  De acordo com dados da EPA, os norte-americanos gastam, em média, uma hora e meia por dia dentro de um carro.  Traduzido e adaptado por:Paula Pedro MartinsJornalistaMNI-Médicos Na Internet 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.