Poluição do ar provoca tantos enfartes do miocárdio como o cansaço excessivo, o álcool e o café

Estudo publicado na revista “The Lancet”

16 março 2011
  |  Partilhar:

A poluição atmosférica aumenta o risco de enfarte do miocárdio em 5%, enquanto a cocaína aumenta esse risco 23 vezes. No entanto, uma vez que toda a população está exposta à poluição do ar e somente uma fracção muito pequena (0,02%) é exposta à cocaína, a poluição atmosférica provoca muito mais enfartes agudos do miocárdio que a droga. O estudo, realizado pelas universidades belgas de Hasselt e Leuven, foi publicado na revista “The Lancet”.

 

Na população, se analisarmos as causas de enfarte agudo do miocárdio de forma decrescente de importância, surge em primeiro lugar a exposição ao tráfego (7,4%), seguido do exercício excessivo (6,2%), do álcool (5%), o café (5%), a poluição do ar (4,8%), definida pelo aumento de partículas pesadas no ar, as emoções negativas (3,9%), raiva (3,1%), refeições pesadas (2,7%), emoções positivas (2,4%), a actividade sexual (2,2%), cocaína (0,9%), e infecções respiratórias (0,6%).

 

Os autores do estudo observam que a cocaína é a mais susceptível de desencadear um episódio cardíaco num indivíduo, mas o tráfego tem o maior efeito sobre a população, uma vez que as pessoas estão expostas ao fenómeno quase diariamente. É importante, por isso, lutar contra a poluição atmosférica nas cidades europeias, advertem os autores do estudo.

 

Ainda que o tabagismo passivo não tenha sido incluído no estudo, os autores sugerem que os efeitos são provavelmente similares ao do ar poluído, e que há indícios que a proibição do tabaco em lugares públicos tenha reduzido as taxas de enfarte do miocárdio em 17%.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.