Pólipos intestinais crescem após cirurgia em um terço dos casos

Investigadores norte-americanos analisaram nove mil doentes

26 fevereiro 2003
  |  Partilhar:

Os pólipos que antecedem o cancro intestinal voltam a crescer no cólon de um terço dos pacientes submetidos à cirurgia de extirpação, indicam os resultados de um estudo publicado pela revista Archives of Internal Medicine.
 

 

Nos Estados Unidos o cancro do cólon e do recto é o terceiro mais comum tanto nos homens como nas mulheres, tendo sido a causa de mais de 56.700 mortes no ano de 2001, segundo dados oficiais.
 

 

Os investigadores do laboratório Galt Associates, em Sterling (Virginia), estudaram o historial médico de 8.865 pacientes com idades superiores a 50 anos que receberam assistência por pólipos intestinais.
 

 

Os investigadores descobriram que ligeiramente mais de 30 por cento dos pacientes tiveram posteriormente um diagnóstico de recorrência dos pólipos.
 

 

Os investigadores assinalaram a necessidade de realizar mais investigações para identificar os pacientes que correm risco de recorrência, de forma a concentrar nesses a opção de cirurgia.
 

 

O estudo seguiu a evolução das histórias médicas dos pacientes entre 01 de Setembro de 1989 e 1 de Setembro de 2001.
 

 

Fonte: Lusa
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.