Polimedicação na população idosa

Trabalho da Universidade de Lisboa

12 novembro 2007
  |  Partilhar:

 

A Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa inicia este mês um estudo sobre “Investigação e Intervenção Farmacêutica”, junto de mais de 600 idosos para avaliar as condições em que esta população toma a sua medicação. O trabalho decorrerá até ao final de 2008
 

 

Dados divulgados em nota enviada pela universidade referem que os idosos, com idade superior a 65 anos, tomam em média sete medicamentos por dia e em alguns casos 17 medicamentos.
 

Por isso mesmo, adianta a Universidade, “é necessário ajustar as terapêuticas e reavaliar as condições em que os idosos tomam medicação”.
 

 

O elevado número de medicamentos tomados pode indicar a razão da população idosa portuguesa apresentar um maior número de doenças crónicas.
 

 

A polimedicação aumenta o risco de Iatrogenia Medicamentosa, ou seja do aparecimento de efeitos negativos associados à medicação.
 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.