Pólen aumentou no ar em 2005

Dados da Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica

18 outubro 2005
  |  Partilhar:

 

 

As pessoas alérgicas a pólens estão a ser afectadas devido à seca no país que provoca um aumento destas partículas no ar. Na Primavera de 2005, os pólens cresceram mais de 20 por cento no Sul de Portugal, comparado com o ano de 2004.
 

Os dados foram comunicados, na semana passada, à Agência Lusa por Carlos Nunes, da direcção da Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica (SPAIC).
 

 

Devido à seca houve um aumento de pólens, segundo o representante da SPAIC que falou à comunicação social no âmbito da apresentação da Rede Portuguesa de Aerobiologia (RPA). Isto interferiu na qualidade de vida dos doentes com alergias a pólens, uma vez que «as plantas tentam procriar (polinizar) mais para sobreviver» com pouca água. De acordo com dados revelados, os níveis polínicos foram mais elevados entre Março e Maio.
 

 

A alergia a pólens é uma causa frequente de manifestações alérgicas, que podem afectar o aparelho respiratório (asma e rinite alérgica), os olhos (conjuntivite alérgica) ou a pele (urticária e eczema). Segundo as estimativas da SPAIC, entre cinco a sete por cento dos portugueses podem ter alergia a pólens.
 

 

Fonte: Lusa
 

MNI-Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.