Pneumonia atípica: Caso suspeito em Portugal não se confirma

Director-geral de Saúde contraria afirmação do seu subdirector

07 abril 2003
  |  Partilhar:

O director-geral de Saúde, José Manuel Pereira Miguel, garantiu na segunda-feira à Agência Lusa que «não há em Portugal qualquer caso de pneumonia atípica», contrariando uma afirmação atribuída ao seu subdirector.
 

 

«Tenho todos os elementos reunidos e posso garantir que, neste momento, não existe qualquer caso de pneumonia atípica em Portugal», sublinhou José Manuel Pereira Miguel.
 

 

A edição de ontem do Diário de Notícias refere que o subdirector-geral de Saúde, Francisco George, confirmou no domingo a existência de uma doente internada há dez dias num hospital de Lisboa a quem foi diagnosticada a síndroma respiratória aguda (SRA).
 

 

Aquela doente «não tem actualmente qualquer dos sintomas definido pela Organização Mundial de Saúde (OMS)», disse Pereira Miguel à Lusa, acrescentando que a paciente «está há oito dias sem febre».
 

 

De acordo com o director-geral de Saúde, a paciente está internada no Hospital Militar de Lisboa e «não tem qualquer sinal radiológico de pneumonia», pelo que «tudo não passará de uma infecção respiratória».
 

 

Confrontado com a informação atribuída ao seu subdirector, Pereira Miguel esclareceu que «houve seguramente um erro de interpretação» das palavras de Francisco George. E especifica: «A Organização Mundial de Saúde tem definidos dois patamares diferentes: o caso de suspeição, quando o doente reúne as características da doença, e o caso provável, quando as características se mantêm».
 

 

Fonte: Lusa
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.