Plástico solúvel e luvas biónicas

Novas invenções ganham prémios científicos

12 agosto 2004
  |  Partilhar:

Um plástico solúvel na água e uma luva biónica que pode movimentar mãos paralisadas foram alguns dos inventos vencedores dos principais prémios científicos atribuídos anualmente na Austrália.Anunciados esta semana, os prémios distinguiram em especial a empresa Plantic Technologies Limited pelo desenvolvimento de um novo plástico que se dissolve na água e pode converter-se me adubo para jardinagem.Este «plástico» - constituído na sua maior parte por farinha de milho - serve com segurança para embalagens alimentares e pode ser moldado como os plásticos petroquímicos comuns, sendo completamente biodegradável.Segundo a Plantic, o novo plástico vem ao encontro de um interesse cada vez maior de empresas da área alimentar desejosas de responder à procura crescente pelos consumidores de produtos amigos do ambiente.A companhia, que recebeu um prémio de 10.000 dólares australianos, anunciou planos para produzir um novo saco de plástico biodegradável. E isso num momento em que o governo apelou aos cidadãos para boicotarem os sacos de plástico dos supermercados durante todo um fim-de-semana no final do mês.Outro prémio foi para o inventor de uma luva biónica que usa músculos artificiais para ajudar pessoas afectadas por danos na espinal medula, acidentes vasculares cerebrais, queimaduras ou artrite a movimentarem as mãos ao ponto de poderem efectuar pequenas funções diárias, como lavar os dentes.Finalmente, um funcionário de uma barragem do estado australiano de Vitória recebeu um prémio por uma armadilha para carpas, um peixe introduzido ilegalmente na Austrália nos anos 60 e que agora infesta muitos rios australianos.Fonte: Lusa

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.