Plantas tratam psoríase

Margaridas podem acalmar manifestações da doença

30 setembro 2002
  |  Partilhar:

Uma planta da família das margaridas tradicionalmente usada pelos índios para combater a psoríase foi estudada por uma equipe do King s College, de Londres. Os resultados do estudo mostraram que as sementes das margaridas exercem não só um, mas dois tipos de acção importantes para o tratamento da doença.
 

 

A investigação, ainda em fase de laboratório, foi financiada pela companhia britânica que produz medicamentos a partir de plantas, a Phytopharm Plc, e os resultados foram apresentados recentemente na Conferência Farmacêutica Britânica, em Manchester, norte de Inglaterra.
 

 

A psoríase é uma inflamação e escamação da pele. Afectada pela psoríase, a pele apresenta placas vermelhas e escamosas, sobretudo nos cotovelos, joelhos, mãos e couro cabeludo, ignorando-se, no entanto, a causa exacta da origem desta doença.
 

 

Os cientistas descobriram que as sementes continham uma substância chamada vernodalol, que inibe o crescimento de certas células da pele, produzidas em excesso pelas pessoas que sofrem de psoríase.
 

 

Mas a investigação não parou por aqui. Os investigadores descobriram também que essa substância exerce uma acção claramente antiinflamatória, outra propriedade útil para qualquer medicamento que trate esta doença.
 

 

Amala Raman, que liderou a equipe de estudo, disse que, em geral, os medicamentos contra a psoríase só têm um tipo de acção.
 

 

«O que é interessante sobre a vernonia é que tem uma dupla acção», ressaltou a especialista.
 

Raman comentou ainda não ter decidido qual será o próximo passo na investigação sobre a psoríase, mas que poderá ser desenvolvido um novo medicamento ou um produto herbário.
 

 

A psoríase manifesta-se quase sempre entre os 10 e os 40 anos e afecta milhões de pessoas em todo o mundo.
 

 

Traduzido e adaptado por:
 

Paula Pedro Martins
 

MNI-Médicos Na Internet
 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.