Planeamento familiar negado aos jovens

Estudo da DECO

25 julho 2007
  |  Partilhar:

 

Mais de metade dos centros de saúde, hospitais e delegações do Instituto Português da Juventude fecharam as portas aos jovens que procuraram planeamento familiar a pedido da associação de defesa do consumidor DECO.
 

 

O estudo da DECO sobre este serviço, cujas conclusões vêm publicadas na edição de Junho da revista Teste Saúde, baseou-se em 85 visitas anónimas àqueles estabelecimentos feitas por jovens entre os 15 e os 20 anos que procuraram uma consulta de planeamento familiar.
 

 

Dos 49 serviços que recusaram o atendimento, 27 encaminharam as colaboradoras da DECO para o centro de saúde da sua área de residência, quando estas já tinham dito que não queriam fazê-lo por falta de à vontade para tratar o tema com conhecidos.
 

 

Em 10 casos "fecharam a porta sem dar alternativas" e nos restantes 12 as jovens foram encaminhadas para Centros de Atendimento a Jovens ou delegações do Instituto Português da Juventude.
 

 

Quando conseguiram passar da entrada, as jovens foram quase sempre bem atendidas, obtendo a informação necessária sobre os métodos contraceptivos existentes.
 

 

Fonte: DECO
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.