Pirilampo ilumina alterações genéticas em nemátode

Estudo publicado na “BMC Physiology”

04 junho 2008
  |  Partilhar:

A introdução de um gene do pirilampo num parasita permitiu usar a luminescência adquirida por este organismo para conhecer o seu metabolismo e detectar o efeito de alterações genéticas, revela um estudo publicado na “BMC Physiology”, o qual contou com a participação de uma investigadora portuguesa.
 

 

Em entrevista à agência Lusa, a investigadora Cristina Lagido, da Universidade de Aberdeen, na Escócia, explicou que, a experiência consistiu na colocação de um “gene de um pirilampo americano num organismo modelo da biologia, o nemátode Caenorhabditis elegans, que assim se tornou capaz de utilizar um substrato, a luciferina, para emitir luz à custa das suas reservas de energia".
 

 

Medindo a luz emitida, com um instrumento denominado luminómetro, foi possível detectar o efeito de determinadas lesões genéticas.
 

 

Na experiência foi utilizada a técnica de inactivação selectiva de genes conhecida por ARN de interferência (ARNi).
 

 

"Com esta técnica silenciei genes que são importantes para a respiração celular e, como seria de esperar, obtive uma redução drástica dos níveis de luz", explicou, referindo que o objectivo inicial da equipa, e que continua a ser uma das suas linhas de investigação, era a utilização do nemátode como bio-sensor de poluição ambiental, por esse nível diminuir quando o animal é exposto a poluentes.
 

 

Outra linha de investigação proposta por Cristina Lagido, e para a qual a equipa procura obter financiamento, é a aplicação deste bio-sensor em estudos de genética para tentar averiguar quais os genes do nemátode que desempenham um papel em termos de tolerância ao stress ambiental.
 

 

A vantagem da utilização da luminescência como indicador de saúde é, segundo a investigadora portuguesa, a rapidez das medições quando comparadas com a observação microscópica detalhada.
 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.