Pimenta asiática pode curar esquistossomose

Cientistas brasileiros obtêm bons resultados

23 fevereiro 2006
  |  Partilhar:

A cura para a esquistossomose, ou barriga d´água, como é popularmente conhecida, pode estar próxima. Cientistas brasileiros da Universidade de Franca (Unifran) e da Universidade de São Paulo (USP) descobriram uma substância extraída da pimenta asiática que conseguiu eliminar a doença em animais infectados. Há sete anos que equipa a estuda a cubebina. No ano passado, os cientistas, liderados pelo farmacêutico Márcio Luís Andrade e Silva, da Unifran, fabricou um medicamento contra a doença de Chagas, obtido a partir da cubebina. Do estudo desse fármaco sobressaíram duas substâncias desse mesmo grupo que não foram eficazes contra a doença de Chagas, nem serviram como anti inflamatórios. Na sequência dos testes, no entanto, os cientistas observaram bons resultados no combate à esquistossomose. A substância é semi-sintética, já que ao produto natural foram adicionados alguns compostos. Um laboratório já mostrou interesse em financiar os testes clínicos. Segundo os investigadores, o novo produto tem baixa toxicidade, oferecendo maior segurança no uso terapêutico. A cubebina usada actualmente foi extraída da Piper cuceba, um tipo de pimenta asiática, parecida com a pimenta-do-reino, encontrada na Índia. MNI-Médicos Na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.