Pílula monofásica para tratamento da dismenorreia associada a endometriose

Estudo publicado na revista “Fertility and Sterility”

10 dezembro 2008
  |  Partilhar:

Um estudo publicado na revista “Fertility and Sterility” avaliou a eficácia de uma pílula contraceptiva de baixa dosagem em 100 pacientes com dismenorreia associada a endometriose. O estudo foi liderado por Tasuku Harada, da Tottori University School of Medicine, em Yonago, no Japão.
 

As pacientes receberam a pílula monofásica (etinilestradiol e noretisterona) ou placebo. Segundo dados relatados pelas voluntárias, em ambos os grupos foi registada uma diminuição dos sintomas associados à dismenorreia.
 

Desde o primeiro ciclo até o final do tratamento, os sintomas de dismenorreia no grupo tratado foram significativamente mais leves do que no grupo placebo. Dor pélvica não-menstrual estava presente inicialmente em 24,5% do grupo tratado e 34,0% do grupo placebo. O volume do endometrioma (>3,0 cm de diâmetro) apresentou uma redução significativa no grupo tratado, mas não no grupo placebo. Não foram registados efeitos secundários graves associados ao uso do fármaco. Este estudo demonstra claramente, pela primeira vez, que a conjugação do etinilestradiol e noretisterona pode ser usada de modo seguro e eficaz para o tratamento da dor associada a endometriose.
 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.