"Pílula do dia seguinte" será vendida sem receita médica em Espanha

Medida entrará em vigor dentro de três meses

18 maio 2009
  |  Partilhar:

As farmácias espanholas vão passar a vender a "pílula do dia seguinte" sem receita médica e sem restrições em relação à idade da mulher, segundo declarações da ministra da Saúde e da Política Social, Trinidad Jiménez. A medida entrará em vigor dentro de três meses.

 

De acordo com o jornal “El Pais”, a ministra da Saúde espanhola explicou a medida como fazendo parte da estratégia de saúde sexual e reprodutiva do governo, que pretende reduzir as gravidezes indesejadas e os abortos.

 

Até agora, para obter em Espanha esta pílula era necessário ter receita médica.

 

O regime de venda livre da "pílula do dia seguinte" já acontece em países como a França, Bélgica, Reino Unido, Dinamarca, Luxemburgo e Estados Unidos. E, segundo Trinidad Jiménez, esses países têm conseguido baixas "significativas" no número de gravidezes indesejadas.

 

Em 2007, um total de 112 mil interrupções voluntárias de gravidez foi realizado em Espanha, mais de metade das quais em menores de 18 anos. No mesmo ano, nasceram mais de quatro mil crianças de mães adolescentes.

 

De acordo com a titular da pasta da Saúde espanhola, estes valores significam que Espanha "enfrenta um problema", sendo necessária "uma chamada da atenção" para toda a sociedade.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.