Pílula de vinho para abstémios

Benefícios do vinho tinto em comprimidos

17 junho 2001
  |  Partilhar:

Vitivinicultores franceses descobriram uma forma de oferecer os benefícios do vinho a abstémios. O produto apresenta-se em comprimidos feitos através de moléculas do “néctar dos Deuses”. Destinado a combater problemas de coração, este nova pílula promete dar muito que falar...
 

 

Foi na região de Ardeche que uma empresa francesa de distilaria, a SFD, uma cooperativa comprada por 20 mil viticultores, desenvolveu o miraculoso “pó de vinho”, poção feita à base de polyphenol- as moléculas responsáveis pelas propriedades terapêuticas do denominado “néctar dos Deuses”.
 

 

Em cápsulas ou tabletes, o Provinols, nome do miraculoso pó, vai começar a ser comercializado nas farmácias dos Estados Unidos da América, norte da Europa e Ásia. Este produto vai, de certeza, ser um êxito, já que promete ajudar a reduzir o número de doentes com problemas cardio-vasculares.
 

 

David Ageron, líder da equipa de investigadores da SFD, refere as potencialidades terapêuticas do vinho: “É já um dado adquirido que beber vinho tinto ajuda a combater doenças do coração, mesmo que os cientistas não saibam bem as razões para que tal aconteça».
 

 

Este medicamento é, segundo o investigador, indicado a todos os abstémios, quer por não apreciarem o sabor do vinho ou o efeito do álcool. Agora, pelos vistos, estes não serão motivos suficientes para não usufruir das propriedades benéficas do vinho. “ O denominado “paradoxo francês”, que tem sido falado e observado durante vários anos, reside no facto de apesar do elevado consumo de tabaco e álcool, os franceses gozarem de uma baixa percentagem de doenças do coração, em comparação com os norte-americanos”, explica o investigador.
 

 

Açúcar, minerais, matéria orgânica, água e álcool. O vinho é seleccionado das vinhas de Roussillon, uma zona com excesso de produção, e a SFD –uma cooperativa comprada por 20 mil viticultores—acredita que este novo comprimido também irá ajudar a aumentar o consumo do produto tradicional. Com o consumo de vinho tinto em queda, a SFD tem também como missão apelar ao consumo do néctar. “O que nós pretendemos é usar o polyphenols para espalhar as boas novas e pôr as pessoas a pensar...Queremos que passem a beber o nosso vinho».
 

 

Paula Pedro Martins
 

MNI - Médicos Na Internet
 

 

Fonte: AFP
 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.