Pílula contraceptiva pode aumentar fertilidade

Estudo contraria teses antigas

29 setembro 2002
  |  Partilhar:

Cientistas britânicos descobriram que, ao contrário do que se pensava, tomar a pílula contraceptiva durante um longo período de tempo aumenta a fertilidade.
 

 

O estudo dos investigadores, publicado na revista Human Reproduction, revela que as mulheres que deixam de consumir a pílula, depois de a terem tomado durante mais de cinco anos, engravidam mais facilmente nos primeiros seis meses do que as que usam outros métodos contraceptivos.
 

 

Estas conclusões contrariam o que foi publicado nos últimos 20 anos sobre o assunto. A maior parte dos efectuados consideravam que o uso da pílula reduzia a fertilidade. Outros sustentavam que as mulheres tinham mais dificuldade em engravidar depois de um largo período a tomar a pílula.
 

 

A nova investigação, realizada por investigadores das Universidades de Bristol e Brunel, demonstra também que as mulheres que tomaram a pílula durante mais tempo conseguem engravidar antes do que aquelas que a consumiram durante um período de tempo mais curto.
 

 

Os investigadores analisaram oito mil mulheres grávidas, questionando-as sobre a sua idade, o uso de pílula contraceptiva, o consumo de tabaco ou de álcool, peso, altura, nível de estudos e sobre quanto tempo necessitaram para engravidar.
 

 

Das oito mil inquiridas, 75% conseguiram engravidar em seis meses, precisamente aquelas que responderam ter tomado a pílula durante um longo período de tempo.
 

 

Fonte: Diário Digital

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.