Pílula contraceptiva associada a um maior risco de incontinência urinária

Estudo publicado no “Journal of Urology”

14 junho 2009
  |  Partilhar:

O uso de pílulas de contracepção oral pode aumentar o risco de incontinência urinária, revela um estudo publicado na edição on-line do “Journal of Urology”.

 

O trabalho, liderado por Mary K. Townsend, da Harvard Medical School, Boston, nos EUA, avaliou 21.864 mulheres na fase pré-menopausa, com idades entre 37 e 54 anos, que tomavam a pílula há três anos.

 

O estudo verificou que 749 tiveram incontinência urinária pelo menos uma vez por semana nesses três anos de toma. As análises também demonstraram que aquelas que usavam anticoncepcionais orais apresentavam, quando comparadas com aquelas que nunca tomaram a pílula, uma probabilidade 27% maior de ter perda involuntária de urina durante toda a semana.

 

De acordo com os autores, citados no sítio healthcarerepublic, o risco de ter incontinência urinária aumentaria significativamente com o aumento da duração do uso dos anticoncepcionais.

 

Apesar de se verificar esta relação, os cientistas ressaltam que ainda não foi estabelecido um mecanismo biológico responsável, mas suspeitam que possa estar relacionado com mudanças na composição do colagénio e com um aumento na contractilidade da bexiga.

 

Dado que este é dos poucos estudos existentes a sugerir a associação entre anticoncepcionais e incontinência, os especialistas alertam para a necessidade se serem realizadas mais investigações que apontem os possíveis mecanismos.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.