Pílula anticoncepcional veiculada a um menor risco de cancro no ovário

Estudo publicado no “Cancer Epidemiology, Biomarkers and Prevention”

29 outubro 2008
  |  Partilhar:

Mulheres que tomam a pílula anticoncepcional podem ter um risco menor de desenvolver cancro no ovário após a menopausa, segundo estudo da Universidade Wake Forest, nos EUA, e publicado na revista “Cancer Epidemiology, Biomarkers and Prevention”.
 

 

Outros estudos já indicaram essa tendência, mas este novo estudo ajuda a entender o mecanismo por trás dessa protecção.
 

 

Em testes realizados com 181 macacas, destinados a avaliar o efeito hormonal na saúde feminina, os investigadores administraram a pílula anticoncepcional a metade dos animais, sendo que todas foram submetidas a histerectomia para causar uma “menopausa antecipada”. As cobaias foram monitorizadas durante sete anos.
 

 

No estudo verificou-se que os animais que tinham recebido o contraceptivo apresentavam menores níveis de estrogénio no sangue e na urina do que os outros, o que, segundo os cientistas, estaria associado a um menor risco de desenvolver tumores no ovário e no útero.
 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.