Pfizer vai despedir 800 cientistas este ano

Laboratório com plano de redução de custos

16 janeiro 2009
  |  Partilhar:

A Pfizer, a maior farmacêutica mundial, vai despedir 800 cientistas no decorrer de 2009, devido aos maus resultados na área da investigação e à necessidade de reduzir custos, antecipando a queda nas receitas em 2009.  

 

A empresa já tinha anunciado em Setembro uma reestruturação no sector da investigação, reduzindo as áreas em que estariam envolvidos para apenas seis: Alzheimer, cancro, esquizofrenia, dor, inflamações e diabetes.  

 

A Pfizer abandonou a possibilidade de realizar investigação em novas áreas, como a das doenças cardiovasculares, na qual a empresa detém o medicamento mais vendido a nível mundial, o anti-colesterol atorvastatina, que rende cerca de 13 mil milhões de dólares por ano.  

 

A empresa está a desenvolver um plano de reestruturação desde Janeiro de 2007, que já provocou o despedimento de 13 500 pessoas e o encerramento de oito fábricas.  

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.  

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.