Petição para novo referendo sobre o aborto

Movimento quer 75 mil assinaturas até Fevereiro

12 janeiro 2004
  |  Partilhar:

O movimento «Petição para um novo referendo» estimou domingo que espera obter até fins de Fevereiro as 75 mil assinaturas necessárias para forçar uma nova consulta popular sobre a interrupção voluntária da gravidez (IVG). Anteriormente, o movimento apontara Março como o mês limite para alcançar esse objectivo. Em 1998, os portugueses rejeitaram, em consulta popular, a possibilidade de descriminalização do aborto.Fonte ligada ao movimento disse à Lusa, no Porto, que metade das assinaturas já terão sido recolhidas e garantiu que «só ainda não há mais porque muitas das pessoas abordadas não trazem consigo o imprescindível bilhete de identidade».«Esta tem sido de facto a nossa principal dificuldade. De resto, há uma grande concordância quanto ao princípio da descriminilização do aborto até às dez semanas», frisou Paula Sequeiros, durante uma recolha de assinaturas matinal, no Parque da Cidade do Porto.Paulo Sequeiros adiantou que o movimento contabilizou, há uma semana, um total de 30 mil assinaturas para «forçar» esta consulta directa ao eleitorado, sublinhando que será a primeira vez em Portugal se avançará com um referendo por iniciativa popular.Fonte: Lusa

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.