Pessoas com excesso de peso serão 1.500 milhões em 2015

Estudo da Organização Mundial da Saúde

04 fevereiro 2010
  |  Partilhar:

Em 2015, cerca de 1.500 milhões de pessoas sofrerão de excesso de peso se não forem alterados estilos de vida e hábitos alimentares pouco saudáveis, indica uma investigação divulgada no boletim da Organização Mundial da Saúde (OMS).

 

O estudo traz dados assustadores, como, por exemplo, os 400 mil cidadãos norte-americanos que morrerão, durante o presente ano, devido a doenças coronárias. Para Simon Capewell, um dos autores do estudo, metade das mortes previstas poder-se-á evitar se as pessoas tiverem uma alimentação mais saudável e deixem de fumar.

 

Desde a década de 70, que as taxas de mortalidade devido a doenças cardiovasculares desceram para metade, graças a reduções dos níveis do colesterol e do consumo de tabaco e ao aumento da actividade física, lembra o relatório. Contudo, desde a década de 90 que estes ganhos abrandaram devido ao aumento "dramático" da obesidade e, consequentemente, da diabetes e da hipertensão. O estudo avisa ainda que, enquanto a população continuar a ter excesso de peso e obesidade, não serão notados os benefícios dos avanços na medicina cardiovascular.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.