Peso não basta para avaliar Risco Cardiovascular

Estudo publicado na The Lancet

10 novembro 2006
  |  Partilhar:

 

O excesso de peso não implica forçosamente mortalidade e riscos acrescidos de Acidentes Cardíacos para doentes que já sofram de perturbações cardiovasculares, indica um estudo publicado na revista médica britânica The Lancet.
 

 

Ao compararem os resultados de 40 estudos feitos num total de 250 mil pessoas com Doenças Cardiovasculares, os investigadores concluíram que o peso e em particular o Índice de Massa Corporal (IMC), habitualmente usado para avaliar a Obesidade, não permitem prever os riscos com fiabilidade.
 

 

Segundo afirma a equipa de Abel Romero-Corral, da Mayo Clinic de Rochester (EUA), o IMC não permite determinar se o excesso de peso se deve a um excesso de gordura, factor de risco acrescido cardiovascular, ou a uma massa muscular importante. "Os nossos resultados mostram que pacientes com Doenças Cardiovasculares e baixo IMC (inferior a 20) têm um risco acrescido de mortalidade a longo prazo, em comparação com pacientes com IMC normal (até 24,9)", resumem os investigadores.
 

 

No estudo, os pacientes obesos (IMC entre 30 e 35) não tinham risco acrescido de mortalidade global ou ligada a perturbações cardiovasculares. Entre os pacientes com Obesidade grave (IMC superior a 35), o risco de mortalidade total não era acrescido, mas o de mortalidade cardiovascular era mais elevado.
 

 

O IMC não permite medir correctamente a importância da "gordura abdominal, factor determinante de anomalias metabólicas que contribuem para o risco cardiovascular", acrescentou, sugerindo que se utilize a relação entre as medidas do peito e da anca como melhor índice para prever risco de Enfarte, segundo estudos anteriores.
 

 

Fontes: Lusa e Imprensa Internacional
 

MNI-Médicos Na Internet
 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.