Peso muito baixo à nascença ligado a problemas psiquiátricos

Estudo publicado na revista “Pediatrics”

09 março 2015
  |  Partilhar:
De acordo com um novo estudo, os bebés nascidos com muito baixo peso apresentam um risco muito maior de depressão e de outros problemas do foro psiquiátrico do que os nascidos com peso normal.
 
O estudo conduzido pela Escola de Medicina Michael G. DeGroote da Universidade McMaster, no Canadá, indicou ainda que o uso de esteroides antes do nascimento poderá aumentar ainda mais esse risco.
 
No entanto, os bebés nascidos com muito baixo peso apresentam um risco menor de abuso de drogas e de álcool em comparação com os bebés nascidos com peso normal.
 
O nascimento prematuro constitui o fator mais comum do nascimento de bebés com baixo peso. Em Portugal têm vindo a aumentar os índices de bebés nascidos com baixo peso (menos de 2.500 gramas) situando-se atualmente em cerca de 8% do total de bebés nascidos. Outras causas para o nascimento com baixo peso passam pelo baixo crescimento fetal e infeção durante a gravidez.
 
Ryan Van Lieshout, professor de psiquiatria e neurociência daquela escola de medicina, e a sua equipa analisaram a presença de problemas psiquiátricos em adultos nascidos com muito baixo peso.
 
Para o estudo, contaram com a participação de participantes nascidos entre 1977 e 1982 (com cerca de 30 anos na altura do estudo), 84 dos quais tinham nascido com extremo baixo peso (menos de mil gramas) e 90 tinham nascido com peso normal.
 
Os investigadores apuraram que os participantes com baixo peso apresentavam uma probabilidade 2,5 mais elevada de desenvolverem um problema psiquiátrico na idade adulta (depressão, ansiedade e Perturbação de Hiperatividade com Défice de Atenção) do que aqueles nascidos com peso normal.
 
Os participantes nascidos com extremo baixo peso apresentavam, no entanto uma probabilidade três vezes menor de desenvolverem um problema de abuso de álcool e de drogas, comparativamente com os indivíduos nascidos com peso normal.
 
Além disso, indivíduos cujas mães receberam tratamentos baseados em esteroides antes do parto apresentaram uma probabilidade 4,5 vezes maior do que os indivíduos que nasceram com peso normal de desenvolver problemas psiquiátricos e não apresentaram menor risco de desenvolver problemas relacionados com o abuso de substâncias.
 
De acordo com os investigadores, estes achados irão ajudar a prever, detetar e tratar problemas de saúde mental em indivíduos que tenham nascido com extremo baixo peso.
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A.
Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.