Peso é controlado pelo sistema imune intestinal

Estudo publicado na revista “Nature Communications”

10 dezembro 2014
  |  Partilhar:

Uma equipa internacional de investigadores descobriu o mecanismo responsável pelo desenvolvimento da obesidade e diabetes tipo 2 após a adoção de uma dieta com elevado teor de gordura. O estudo publicado na revista “Nature Communications” revela, assim, um novo alvo terapêutico para estas duas condições.
 

Em colaboração com duas equipas francesas e suíças, os investigadores da University College London, no Reino Unido, demonstraram, pela primeira vez que, em resultado de uma dieta rica em gordura, a inativação de uma parte do sistema imunológico intestinal permitia a diminuição de peso e a redução do risco de desenvolvimento de diabetes tipo 2 associada à obesidade.
 

Os investigadores demonstraram que a modificação da resposta do sistema imune, através da inativação da proteína MyD88 apenas nas células que revestem o intestino, permitia o abrandamento do desenvolvimento da diabetes induzido pela dieta rica em gorduras. Esta alteração limitava também o desenvolvimento do tecido adiposo e reduzia a inflamação prejudicial devido à obesidade. Verificou-se ainda que havia um fortalecimento da função barreira assegurada pelo intestino, permitindo limitar o trânsito inapropriado de elementos bacterianos do intestino para o organismo.
 

O estudo apurou também que devido a esta modificação do sistema imune é experimentalmente possível perder peso, existindo, portanto um efeito terapêutico mesmo quando os animais já eram obesos e diabéticos.
 

Os autores do estudo revelaram também que, para além da proteção parcial contra a inflamação e diabetes tipo 2, a ausência da proteína MyD88 nos intestinos dos ratinhos protegia-os contra a obesidade, pois estes gastavam mais energia do que os outros animais.
 

Adicionalmente, observou-se que estes animais apresentavam uma flora intestinal diferente. Os investigadores verificaram que era possível fornecer uma proteção parcial contra a diabetes e obesidade através da transferência da flora intestinal destes animais para ratinhos sem flora intestinal.
 

Os autores do estudo concluíram que durante o consumo de alimentos ricos em gordura, o sistema imunitário desempenha um papel importante na regulação do armazenamento de gordura, sendo ainda capaz de modificar a composição da flora intestinal.
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.