Personalidade do paciente afecta a adesão à medicação

Estudo publicado na revista "PLoS One"

23 maio 2011
  |  Partilhar:

A personalidade tem um impacto na forma como a pessoa cumpre a medicação prescrita pelo médico, de acordo com um estudo inédito, realizado por investigadores da Universidade de Gotemburgo, na Suécia, e publicado na edição on-line da revista "PLoS One".

 

Os investigadores analisaram um total de 749 pessoas com doenças crónicas, que responderam a um questionário sobre a sua adesão à medicação. Além disso, as suas personalidades foram avaliadas usando um questionário denominado '”Five-Factor Inventory” que inclui 60 perguntas com cinco respostas possíveis e é baseado em cinco traços de personalidade: neuroticismo, extroversão, abertura à experiência, amabilidade e conscienciosidade.

 

Uma pessoa muito influenciada pela conscienciosidade pode ser descrita como orientada a objectivos e organizada. Este tipo de indivíduo segue com atenção o que o seu médico lhe diga. No entanto, a personalidade com traços neuróticos também pode apresentar ansiedade, o que pode ter um impacto negativo na adesão.

 

Em comunicado de imprensa, a investigadora Malin Axelsson referiu que “se uma pessoa com traços de amabilidade também tiver baixa pontuação na conscienciosidade, por ser menos metódica, este facto parece ter um impacto negativo na adesão à medicação."

 

Na sua opinião, uma possível explicação para este facto é que pessoas com altas pontuações no item conscienciosidade talvez sejam mais propensas a manter a sua medicação pelo seu temperamento mais estruturado. No entanto, as pessoas com pontuações mais baixas no mesmo traço de personalidade podem ser descritas como ligeiramente mais desordenadas e menos propensas a introduzir uma rotina na toma dos fármacos.

 

"Ambos os tipos de pessoas podem precisar de diferentes tipos de educação e de apoio", refere Axelsson, acrescentando que "pode ser importante ter em conta os diferentes traços de personalidade quando tratamos pacientes com doenças crónicas”.

 

“Os resultados de questionários feitos de forma semelhante poderão ajudar muitas pessoas a serem mais responsáveis com a medicação e a terem um maior apoio dos profissionais de saúde”.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.