Perímetro abdominal associado a maior risco de asma na mulher

Estudo publicado na revista “Thorax”

14 outubro 2009
  |  Partilhar:

As mulheres com gordura abdominal superior a 88 centímetros correm um risco aumentado de apresentarem asma, mesmo que não estejam acima do peso, revela um estudo publicado na revista “Thorax”.

 

Na investigação, realizada pelo Northern California Cancer Centre em Berkeley, EUA, foram avaliados dados provenientes de 88.304 mulheres, professoras e administrativas, que participaram no estudo desde 1995.

 

Deste total, 11.500 (13%) eram obesas em 1995, com um índice de massa corporal (IMC) superior a 30 (kg/m2). Estes dados incluem 1.334 mulheres extremamente obesas.

 

O estudo constatou que, quando comparadas com mulheres com o peso normal (IMC entre 18 e 25), as que tinham um peso acima do normal ou eram obesas tinham uma probabilidade 40% aumentada de desenvolver asma. Para além disso, as mulheres obesas apresentavam mais do dobro do risco e as extremamente obesas tinham mais do triplo da probabilidade de desenvolver asma.

 

O estudo também verificou que mesmo as que possuíam um peso normal mas tinham um perímetro abdominal superior a 88 cm apresentavam um risco acrescido de desenvolver a doença.
 

A gordura abdominal é metabolicamente diferente de outros tipos de gordura e pode ter efeitos mais profundos sobre a saúde,
 

nomeadamente provocar a produção de compostos que causam inflamação.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.