Perda de peso: força de vontade pode não ser suficiente

Estudo publicado no “ Neuron”

29 julho 2013
  |  Partilhar:

Os indivíduos que querem perder peso, ou efectuar poupanças, têm mais sucesso se evitarem ter acesso às chamadas tentações do que simplesmente acreditarem na sua força de vontade, sugere um estudo publicado na revista “Neuron".
 

A investigação, conduzida por investigadores da Universidade de Cambridge, no Reino Unido, e da Universidade de Dusseldorf, na Alemanha, debruçou-se sobre o auto-controlo, comparando a eficácia da força de vontade com o acesso restrito e voluntário às tentações, o chamado "pré-comprometimento". Foram também analisados os mecanismos do cérebro que desempenham um papel no pré-comprometimento para entender melhor por que motivo é tão eficaz.
 

O estudo recrutou voluntários saudáveis do sexo masculino que tinham de escolher entre uma pequena recompensa tentadora que estava imediatamente disponível ou uma grande recompensa disponível após algum tempo. Em algumas das escolhas, a recompensa estava continuamente disponível tendo os participantes de ter força de vontade para resistir escolhê-la até que a recompensa maior estivesse disponível. Nas outras escolhas, os indivíduos tiveram a oportunidade de praticar o "pré-comprometimento".
 

À medida que os participantes foram tomando este tipo de decisões a sua atividade cerebral foi avaliada. O estudo apurou que a estratégia de pré-comprometimento foi mais eficaz comparativamente com a força de vontade. Os participantes tinham mais tendência a serem presenteados com a recompensa maior se tivessem a oportunidade de se pré-comprometerem. Foi também observado que os participantes mais impulsivos eram aqueles que beneficiavam mais deste tipo de estratégia.
 

Os autores do estudo constataram que a estratégia de pré-comprometimento ativava especificamente uma região do cérebro que está envolvida no pensamento do futuro, o córtex frontopolar. Foi verificado que a ativação do córtex frontopolar aumentava a sua comunicação com uma região que desempenha um papel importante na força de vontade, o córtex pré-frontal. Através da identificação das redes cerebrais envolvidas na força de vontade e pré-comprometimento, este estudo abre assim novas vias para compreensão do auto-controlo.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.