Perda de peso durante envelhecimento associado a distúrbio cognitivo leve

Estudo publicado no “JAMA Neurology”

04 fevereiro 2016
  |  Partilhar:

O aumento da perda de peso, por década, desde a meia-idade até uma idade mais avançada está associado a um risco aumentado de distúrbio cognitivo leve, atesta um estudo publicado no “JAMA Neurology”.
 

O distúrbio cognitivo leve é um estadio inicial da demência, cerca de cinco a 15% dos indivíduos com este tipo de distúrbio desenvolve, por ano, demência. Desta forma, uma associação entre uma diminuição do peso e do índice de massa corporal com distúrbio cognitivo leve pode ter implicações em estratégias preventivas contra esta doença.
 

Para o estudo os investigadores da Clínica de Maio, nos EUA, contaram com a participação de um total de 1.895 indivíduos com mais de 70 anos, metade dos quais era do sexo masculino. A altura e o peso dos participantes, quando tinham entre 40 a 65, foram obtidos a partir dos registos médicos.
 

Ao longo de uma média de 4,4 anos de período de acompanhamento, os investigadores verificaram que 524 desenvolveram distúrbio cognitivo leve. Estes indivíduos tinham uma idade avançada, eram mais propensos a expressarem o alelo APOE*E4, a terem diabetes, hipertensão e doença arterial coronária, comparativamente com aqueles que permaneceram cognitivamente normais.
 

O estudo, liderado por Rosebud O. Roberts, apurou que os participantes que desenvolveram distúrbio cognitivo leve apresentaram uma maior variação de peso por década desde a meia-idade, comparativamente com aqueles que permaneceram cognitivamente normais. Um maior declínio do peso por década foi associado a um aumento do risco de incidência de distúrbio cognitivo leve. A perda de cerca de cinco quilos por década correspondia a um aumento de 24% do risco de os indivíduos  desenvolverem distúrbio cognitivo leve.
 

De acordo com os investigadores, não foi possível determinar se a perda de peso foi ou não intencional.
 

"Em resumo, os nossos resultados sugerem que um aumento da taxa de perda de peso a partir da meia-idade é um marcador do distúrbio cognitivo leve e pode ajudar a identificar os indivíduos com risco aumentado de desenvolver esta doença” concluíram os autores do estudo.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.