Perda de peso aumenta níveis de testosterona

Estudo realizado pela St. Vincent's University Hospital

29 junho 2012
  |  Partilhar:

A perda de peso pode diminuir a prevalência dos baixos níveis de testosterona nos homens com excesso de peso, pré-diabéticos, em cerca de 50%, sugere um estudo apresentado no encontro anual da Endocrine Society.

 

“Os médicos devem encorajar os homens com excesso de peso e baixos níveis de testosterona a emagrecerem através da dieta ou prática de exercício físico, antes de serem submetidos a terapia para aumentar os níveis desta hormona”, revelou, em comunicado de imprensa, o coautor do estudo, Frances Hayes.

 

Para o estudo, os investigadores do St. Vincent's University Hospital, nos EUA, contaram com a participação de quase 900 homens com pré-diabetes que tinham sido incluídos no Diabetes Prevention Program, que conclui que os indivíduos com risco de diabetes tipo 2 poderiam atrasar ou evitar o desenvolvimento da doença através da perda de peso. Como os homens com excesso de peso apresentam menores níveis de testosterona, os investigadores decidiram averiguar qual o efeito da perda de peso nos níveis desta hormona.

 

Assim, os investigadores contaram com a participação de 891 homens com uma média de 54 anos, os quais foram, aleatoriamente, submetidos a um de três tratamentos: modificação do estilo de vida, tratamento para a diabetes e toma de um placebo. As modificações do estilo de vida consistiram na prática de 150 minutos semanais de exercício físico, menor consumo de gorduras e calorias.

 

O estudo demonstrou que os níveis baixos de testosterona eram comuns entre os homens com excesso de peso e pré-diabéticos. Contudo, foi observado que após um ano da introdução de modificações no estilo de vida, a prevalência de níveis baixos de testosterona diminui de 20% para 11%. Por outro lado, não se verificou nenhuma alteração na prevalência dos níveis hormonais baixos no grupo que tinha sido submetido ao tratamento para a diabetes e no grupo de controlo.

 

Os resultados do estudo demonstraram que os homens que modificaram o seu estilo de vida perderam, em média, 7,8 kg ao fim de um ano. Neste grupo, o aumento dos níveis de testosterona foram correlacionados com a diminuição do peso e perímetro abdominal.

 

“Perder peso não só reduz o risco dos homens pré-diabéticos desenvolverem doença mas também parece aumentar a produção de testosterona”, conclui o investigador.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.