Pequeno-almoço regular diminui risco de diabetes tipo 2 em crianças

Estudo publicado na revista “PLOS Medicine”

05 setembro 2014
  |  Partilhar:

O consumo regular de um pequeno-almoço saudável poderá ajudar as crianças a diminuir o risco de desenvolvimento de diabetes tipo 2. O estudo publicado na revista “PLOS Medicine” revelou que as crianças que habitualmente não faziam esta refeição apresentavam elevados níveis de conhecidos fatores de risco da diabetes tipo 2.
 

De forma a chegarem a estas conclusões, os investigadores da Universidade St. George, no Reino Unido, contaram com a participação de 4.116 crianças entre os nove e os dez anos de idade, que frequentavam a escola primária.
 

As crianças foram questionadas sobre a frequência com que tomavam o pequeno-almoço e o que ingeriam, tendo também sido submetidas a análises sanguíneas para medição de marcadores de risco da diabetes, tais como insulina em jejum, glucose e hemoglobina glicada (HbA1c). Vinte e seis por cento das crianças disse não tomar o pequeno-almoço todos os dias.
 

O estudo apurou que, comparativamente com as crianças que tomavam o pequeno-almoço todos os dias, as que não o faziam apresentavam níveis mais elevados de glucose em jejum, resistência elevada à insulina, níveis ligeiramente mais elevados de HbA1c e de glucose. Verificou-se que as crianças que comiam cereais com alto teor de fibra tinham uma resistência à insulina mais baixa, comparativamente com aquelas que ingeriam outro tipo de alimentos, como bolachas.
 

Os investigadores referem que estas associações mantiveram-se inalteradas mesmo após alguns fatores terem sido tomados em consideração, incluindo estatuto socioeconómico, atividade física e gordura corporal. No entanto, os investigadores referem que são necessários mais estudos para demonstrar se o aumento do consumo do pequeno-almoço entre as crianças pode melhorar o seu perfil de risco da diabetes.
 

“Os resultados deste estudo sugerem que a ingestão regular do pequeno-almoço, particularmente a ingestão de cereais com elevado teor de fibra, poderá ajudar a proteger contra o risco de desenvolvimento precoce de diabetes tripo 2”, concluíram os investigadores.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.