Pediatra defende formação de professores em técnicas reanimação

15º Encontro de Pediatria do Hospital Pediátrico de Coimbra

21 fevereiro 2006
  |  Partilhar:

 

O presidente da Associação de Saúde Infantil de Coimbra defendeu a necessidade de formar professores e educadores em técnicas de suporte básico de vida, habilitando-os a prestar à criança uma primeira reanimação em caso de emergência.
 

 

"O objectivo ideal era que todos os professores soubessem reanimar uma criança se esta tivesse uma paragem cardíaca ou respiratória", preconizou Miguel Félix, médico do Hospital Pediátrico de Coimbra (HPC).
 

 

O clínico foi um dos oradores no 15º Encontro de Pediatria do HPC - Novos conhecimentos, atitudes e práticas, que decorreu recentemente no Hotel do Luso (Mealhada), onde apresentou uma comunicação sobre "Novas Recomendações europeias para suporte de vida pediátrico".
 

 

Segundo Miguel Félix, em Portugal, a formação em suporte de vida pediátrico é ministrada pelo Grupo de Reanimação Pediátrica (GRP), uma associação sem fins lucrativos, creditada pela entidade competente para o efeito, o Conselho Português de Ressuscitação (CPR).
 

 

Fonte: Lusa
 

MNI-Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.