Pastilha-elástica pode ajudar na recuperação pós-operatória aos intestinos

Funcionamento intestinal normaliza com maior rapidez

13 janeiro 2003
  |  Partilhar:

Uma simples pastilha-elástica pode ajudar a recuperar o funcionamento intestinal normal mais rapidamente após uma grande cirurgia abdominal, demonstrou um pequeno estudo.
 

 

Os pacientes submetidos a grandes cirurgias ao abdómen, geralmente, apresentam problemas intestinais temporários - desconforto gástrico, náuseas e vómitos -, distúrbio conhecido como obstrução intestinal. Quanto mais cedo ocorrer o restabelecimento da função intestinal após a operação, menor será a permanência do doente no hospital.
 

 

No artigo publicado no Journal of the American College of Surgeons, a equipa de Takayuki Asao, da Escola de Medicina da Universidade de Gunma, em Maebashi (Japão), informou que já outros estudos haviam demonstrado que mastigar uma pastilha, ou «simular a alimentação», estimulava a actividade intestinal em humanos.
 

 

Para tal, a equipa estudou um grupo de 19 pessoas que foram submetidos a uma operação para remoção cirúrgica de parte do cólon, de modo a eliminar um tumor que atingia o órgão.
 

Dez pacientes mastigaram pastilhas três vezes ao dia desde a primeira manhã posterior à cirurgia e até o momento em que conseguiram se alimentar. A restante parte do grupo não usou pastilha elástica.
 

 

De acordo com os resultados, os pacientes que mastigaram pastilhas recuperaram o funcionamento intestinal normal com maior rapidez. Eliminaram gases, pela primeira vez, cerca de dois dias após a operação, enquanto as pessoas que não mastigaram pastilhas fizeram-no após cerca de três dias. Os pacientes que usaram pastilhas elásticas apresentaram o primeiro movimento intestinal cerca de 2,7 dias antes de o grupo que não participou activamente na experiência.
 

 

Para explicar os resultados, os investigadores levantaram a hipótese de que mastigar pastilha-elástica possa estimular os reflexos envolvidos na digestão, além de libertar saliva e outros sucos digestivos.
 

 

Traduzido e adaptado por:
 

Paula Pedro Martins
 

MNI-Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.