Paralisia cerebral: cerca de metade das crianças estão desnutridas

Intervenção cirúrgica precoce poderia ajudar

22 março 2013
  |  Partilhar:

Cerca de metade das crianças com paralisia cerebral encontram-se desnutridas devido à dificuldade que têm em alimentar-se e de serem alimentadas, o que poderia ser evitado com uma intervenção cirúrgica mais precoce, defendeu um especialista.
 

De acordo com um relatório realizado relativamente a crianças com paralisia cerebral nascidas entre 2001 e 2003, no âmbito da vigilância nacional da doença aos cinco anos, foi observado que o défice visual afetava 50,3% das crianças avaliadas, sendo considerado grave em 11,6% das crianças.
 

O estudo, ao qual a agência Lusa teve acesso, refere que o défice auditivo afetava 10,7% das crianças. Após terem realizado a avaliação cognitiva em 84,4% das crianças incluídas no estudo, foi verificado que 60,4% destas tinha défice cognitivo (Quociente de Inteligência menor que 70).
 

Neste relatório ficam explicitas as grandes dificuldades que as crianças com paralisia cerebral apresentam ao nível da alimentação.
 

Daniel Virella, da comissão executiva da Unidade de Vigilância Pediátrica da Sociedade Portuguesa de Pediatria (SPP), sublinha precisamente esta dificuldade que, na sua opinião, podia ser minimizada.
 

Segundo este especialista, cerca de 40% destas crianças estão desnutridas, com “tudo o que isso significa”.
 

“Estas crianças têm muitas dificuldades em alimentar-se e em serem alimentadas. Em certos casos gastam metade da energia que recebem dos alimentos a alimentar-se”, adiantou.
 

Para Daniel Virella, a situação podia resolver-se com uma gastrostomia (fixação de uma sonda alimentar) mais atempada, como acontece na maior parte dos países europeus.
 

Em Portugal, especificou, esta cirurgia acontece com dois ou três anos de atraso, com todas as dificuldades que isso significa para as crianças e os seus pais.
“É um esgotamento total. Uma refeição dura duas ou três horas”, adiantou.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.