Paralisia cerebral: 14% dos casos são causados por mutações genéticas

Estudo publicado na revista “Nature”

16 fevereiro 2015
  |  Partilhar:

Uma equipa internacional de investigadores acredita ter feito a maior descoberta dos últimos 20 anos relativamente às causas da paralisia cerebral. O estudo publicado na revista “Nature” refere que alguns casos de paralisia cerebral podem ser causados por mutações genéticas.
 

Há muito que se acredita que a paralisia cerebral ocorre quando uma criança sofre privação de oxigénio durante a gravidez ou ao nascimento. Contudo, esta equipa liderada por investigadores da Universidade de Adelaide, na Austrália, descobriu que pelo menos 14% casos de paralisia cerebral são causados por mutações genéticas.
 

De acordo com o coordenador do grupo de investigação de paralisia cerebral, Alastair MacLennan, antes de esta investigação ter sido desenvolvida acreditava-se que apenas cerca de 1% dos casos tinham uma causa genética.
 

“A paralisia cerebral é uma das principais doenças do desenvolvimento neurológico, que afeta o controlo dos movimentos e afeta uma em cada 400 crianças”, revelou em comunicado de imprensa, o investigador.
 

Alastair MacLennan, refere que há já algum tempo que se suspeitava que os genes podiam estar envolvidos no desenvolvimento da paralisia cerebral. Contudo, isto só agora foi comprovado através do mapeamento do ADN de famílias com esta doença.
 

Uma vez que a paralisia cerebral é em parte causada por mutações genéticas, na opinião de Jozef Gecz, este achado vai conduzir a alterações significativas nas abordagens de diagnóstico, controlo e tratamento da doença.
 

O investigador acredita que estes resultados podem conduzir a um diagnóstico precoce em algumas paralisias cerebrais e ajudar no desenvolvimento futuro de técnicas genéticas preventivas. Por outro lado, esta descoberta pode também reduzir as ações judiciais contra os obstetras, que são frequentemente acusados de provocar a doença, o que levou à obstetrícia defensiva e às elevadas taxas de cesarianas desnecessárias.
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.