Papel do Médico de Família na prevenção da Hipertensão

Congresso Português de Hipertensão decorre até domingo

21 fevereiro 2008
  |  Partilhar:

O papel do médico de família é mais importante para a prevenção da Hipertensão e Doenças Cardiovasculares do que o dos especialistas, assegura o cardiologista Luís Martins, presidente do Congresso Português de Hipertensão, que hoje começa em Vilamoura.
 

 

O papel do aconselhamento médico na prevenção das Doenças Cardiovasculares, no seguimento das recentes recomendações da Sociedade Europeia de Hipertensão (SEH) e da Sociedade Europeia de Cardiologia (SEC), é o mote principal da reunião magna que decorre até domingo e conta com cerca de 750 congressistas, portugueses e estrangeiros.
 

 

Segundo o também presidente da Sociedade Portuguesa de Hipertensão (SPH), o “médico de família é que tem o papel mais importante, pois quando os doentes vêm ter comigo, que sou cardiologista, já vêm em busca de tratamento”.
 

 

O especialista procura assim chamar a atenção para a importância do aconselhamento médico no sentido de evitar a doença, pois compete ao clínico familiar "explicar ao doente que tem que emagrecer, deixar de fumar ou fazer exercício físico".
 

 

Fonte: Lusa
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.