Paixão deixa homens e mulheres mais parecidos

Nível de testosterona cai nele e sobe nela...

26 maio 2004
  |  Partilhar:

Sentimento excessivo, amor ardente, afecto violento, vício dominador, sofrimento intenso e prolongado.... Todos são sinónimos de paixão. Mas este sentimento louco e delicioso é mais do que as meras palavras podem descrever. Segundo um estudo recente, o enamoramento mexe com os níveis de testosterona de homens e mulheres de forma inversa. Um trabalho publicado na revista «New Scientist» por uma cientista italiana, afirma que, em um casal apaixonado, o nível de testosterona cai no homem e sobe na mulher, como uma espécie de «truque» da natureza para aproximar os sexos. Essa hormona está ligada à agressividade e à excitação sexual.A equipa de Donatella Marazziti, investigadora da Universidade de Piza responsável pelo estudo, acompanhou 24 pessoas apaixonadas para chegar à conclusão. «É como se a natureza quisesse eliminar o que pode ser diferente em homens e mulheres, porque é importante sobreviver a este estágio», disse a cientista.Mas, segundo Marazziti, dois anos depois, quando refez os testes nos mesmos voluntários --não mais apaixonados-- os níveis de testosterona tinham voltado ao normal. De acordo com a «New Scientist», a interpretação da investigadora não é unânime. Alguns cientistas preferem atribuir as mudanças hormonais ao aumento da actividade sexual.Traduzido e adaptado por:Paula Pedro MartinsJornalistaMNI-Médicos Na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.