Pai que fuma na altura da concepção aumenta risco de leucemia na criança

Estudo publicado na revista “American Journal of Epidemiology”

26 dezembro 2011
  |  Partilhar:

As crianças cujo pai fumava na época da concepção podem ter um risco de 15 a 44% superior de desenvolverem leucemia linfóide aguda, a forma mais comum de cancro na infância, sugere um estudo publicado na revista “American Journal of Epidemiology”.

 

Os investigadores entrevistaram famílias de 400 crianças com leucemia linfóide aguda, as quais foram questionadas sobre os hábitos tabágicos dos pais. Estes dados foram comparados com dados recolhidos junto de famílias de 800 crianças de idades semelhantes que não tinham a doença.

 

Verificaram que o hábito de fumar das mães não teve impacto sobre o risco de a criança desenvolver cancro. Mas as crianças cujos pais fumaram durante o tempo da concepção tiveram uma probabilidade 15% superior de a criança desenvolver leucemia. As crianças cujos pais fumavam pelo menos 20 cigarros por dia durante esse tempo eram 44% mais propensas a serem diagnosticadas com o cancro.

 

"Isso encaixa com o que sabemos sobre como o fumo do tabaco pode danificar o ADN do esperma, embora os espermatozóides sejam ainda capazes de fertilizar um óvulo", assegurou, em comunicado de imprensa, a líder da investigação, Elizabeth Milne no Telethon Institute for Child Health Research, na Austrália.

 

Contudo, segundo a investigadora, não foi encontrado um aumento entre aqueles que tinham deixado de fumar, sugerindo que os espermatozóides com ADN normal podem ser produzidos depois da cessação tabágica.

 

"Enquanto as mulheres são frequentemente informadas sobre os perigos para o bebé de fumarem durante a gravidez, este estudo mostra que também precisamos direccionar a mensagem para os pais", disse a investigadora.

 

Elizabeth Milne pediu, no entanto, cautela na elaboração de ligações em casos individuais ou colocar a culpa no parceiro.

 

"É provável que as causas da leucemia infantil envolvam muitos factores, dos quais apenas um é o fumo do tabaco (…) No entanto, achamos importante que os futuros pais conheçam os danos potenciais que poderiam ser causados no seu esperma e terem a oportunidade de reduzir esse risco, parando de fumar."

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.