Padrões cerebrais podem indicar doença mental

Estudo realizado pela Nottingham University

07 julho 2010
  |  Partilhar:

Padrões específicos de actividade cerebral podem funcionar como sinais ou marcadores de desenvolvimento de doenças mentais, como a esquizofrenia, revela um estudo apresentado no “Forum for European Neuroscience”, que ocorreu em Amesterdão.

 

Centenas de milhões de pessoas no mundo são afectadas por doenças mentais, comportamentais e neurológicas, como esquizofrenia, défice de atenção com hiperactividade, depressão, epilepsia e demência.

 

Muitas das pessoas que começam a desenvolver problemas mentais têm um historial de problemas comportamentais que remontam à infância. No entanto, como as diferenças são muitas vezes subtis, é difícil detectá-las nessa fase.

 

Para este estudo, os investigadores da Nottingham University contaram com a participação de irmãos de indivíduos que sofriam de esquizofrenia, os quais têm um risco ligeiramente aumentado de desenvolver esta patologia relativamente à restante população.

 

Enquanto os participantes eram submetidos a um jogo de computador, no qual era necessário dar uma resposta rápida em determinadas circunstâncias, foram obtidas imagens dos seus cérebros para medir os níveis de actividade cerebral.

 

O estudo revelou que a actividade cerebral dos irmãos dos pacientes com esquizofrenia foi menor no momento em que necessitavam de ter atenção a um determinado estímulo e também quando era necessário inibir a sua resposta perante um outro estímulo.

 

Uma das autoras do estudo, Maddie Groom, afirma em comunicado de imprensa que pequenas diferenças na actividade cerebral poderão funcionar como marcador de risco para a doença e que "se pudermos identificar as pessoas que estão em elevado risco de desenvolver esquizofrenia, através da utilização de marcadores cerebrais neurocognitivos, poderemos ser capazes de reduzir o risco e ajudá-las. Se lhes proporcionarmos um melhor começo, elas podem enfrentar a doença de uma forma mais positiva e não ficarem tão doentes."

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A
 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.