Pacientes com gripe A sobreviveram submetidos a oxigenação sanguínea

Estudo realizado na Austrália e Nova Zelândia

03 novembro 2009
  |  Partilhar:

Um estudo realizado com pacientes australianos e neo-zelandeses com gripe A (H1N1) que tiveram síndrome de dificuldade respiratória aguda revelou que, apesar da gravidade da doença, os pacientes sobrevieram ao serem submetidos a oxigenação extracorporal por membrana.

 

Os resultados desta investigação foram apresentados na edição online do "Journal of the American Medical Association" (JAMA).

 

O estudo de observação decorreu em 15 unidades de cuidados intensivos, na Austrália e Nova Zelândia, e teve início em 1 de Junho, tendo decorrido até 31 de Agosto, altura do Inverno no hemisfério Sul.

 

Na investigação foram avaliados factores como incidência da doença, condições clínicas, grau de disfunção pulmonar, características técnicas, duração da oxigenação extracorporal por membrana , complicações e sobrevivência.

 

O estudo acompanhou 68 pacientes com gripe associada à síndrome de dificuldade respiratória aguda que foram tratados com oxigenação extracorporal por membrana. Entre eles, 53 tiveram o diagnóstico de gripe A confirmado. Todos os pacientes com gripe A submetidos a oxigenação extracorporal por membrana sobreviveram.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.