Pacientes com cancro da mama devem evitar laticínios com alto teor de gordura

Estudo publicado na “Journal of the National Cancer Institute”

20 março 2013
  |  Partilhar:

Os pacientes com cancro da mama devem evitar o consumo de lacticínios com alto teor de gordura de forma a aumentarem as possibilidades de sobrevivência, atesta um estudo conduzido pela Kaiser Permanente, Califórnia, EUA.

 

A equipa de investigadores baseou a sua pesquisa num grupo de mulheres a quem tinha sido diagnosticado cancro da mama invasivo, em estado inicial, entre 1997 e 2000. O grupo incluía 1.893 participantes a quem o cancro tinha sido diagnosticado 2 anos antes.

 

As participantes foram submetidas a inquéritos relativos à frequência alimentar, tendo 1.513 das mulheres do grupo respondido a um inquérito de continuidade 6 anos após o inicial. Foram formuladas perguntas relativas à frequência do consumo de lacticínios, assim como aos tamanhos das porções. Em 349 mulheres o cancro recidivou, tendo 189 dessas mulheres sucumbido à doença.

 

Candyce H. Kroenke, principal autora do estudo explica que as pacientes cuja dieta incluía produtos lácteos com elevado teor de gordura apresentavam uma maior “mortalidade por cancro da mama, assim como mortalidade por outras causas e uma mortalidade mais elevada devido a outros cancros que não o da mama”.

 

As mulheres que consumiam uma ou mais porções de lacticínios com elevado de gordura apresentavam um risco 64% maior de mortalidade por qualquer causa e um risco 49% maior de morrerem devido ao cancro da mama durante o período de continuidade. Esta associação não se verificou relativamente aos produtos lácteos com baixo teor de gordura.

 

Este estudo é um dos primeiros cujos resultados estabelecem uma associação entre o consumo de lacticínios de alto teor de gordura e a redução da possibilidade de sobrevivência de cancro da mama. Já em 2010, um estudo conduzido pela Michigan State University, EUA, tinha determinado que a adoção de uma dieta rica em gordura durante a fase da puberdade aumentava a possibilidade de se contrair cancro da mama numa idade mais tardia. Isto verificou-se mesmo em mulheres que não tivessem tido peso a mais.

 

Os produtos lácteos com alto teor de gordura apresentam altos níveis de estrogénio. Estudos anteriores indicaram que a presença de altos níveis desta hormona poderá conduzir ao aumento do risco de cancro da mama. Os níveis de estrogénio são mais elevados em lacticínios com alto teor de gordura, em comparação com os de baixa gordura.

 

Os lacticínios com alto teor de gordura incluem os queijos amadurecidos, natas, leite evaporado, gelados, leite e iogurtes gordos, e outros.

 

A equipa de investigadores conclui que este tipo de informação será muito útil, na medida em que se poderá agora recomendar a adoção de produtos lácteos de baixa gordura, uma alteração na dieta que se revela fácil de executar.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Classificações: 3Média: 5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.