Oxitocina melhora comportamento social dos autistas

Estudo publicado nos “Proceedings of the National Academy of Sciences”

05 dezembro 2013
  |  Partilhar:

A oxitocina é capaz de melhorar a atividade cerebral das crianças com distúrbios do espetro autista, durante o processamento de informação social, defende um estudo publicado nos “Proceedings of the National Academy of Sciences”.
 

“Este é o primeiro estudo a avaliar o impacto da oxitocina na função cerebral das crianças com distúrbios do espetro autista”, revelou, em comunicado de imprensa, o primeiro autor do estudo, Ilanit Gordon.
 

Neste estudo, os investigadores da Escola de Medicina da Universidade de Yale, nos EUA, contaram com a participação de 17 crianças e adolescentes, com idades compreendidas entre os oito e os 16,5 anos de idade, com distúrbios do espetro autista.
 

Aos participantes foi administrado um spray nasal que continha um placebo ou oxitocina, uma hormona que é naturalmente produzida pelo organismo. Posteriormente, os investigadores avaliaram através da realização de uma ressonância magnética funcional qual o efeito da oxitocina na atividade cerebral durante a realização de tarefas que envolviam um julgamento social.
 

O estudo apurou que os centros do cérebro associados à recompensa e ao reconhecimento emocional respondiam melhor durantes as tarefas sociais nas crianças às quais tinha sido administrada a hormona. Foi verificado que a oxitocina normalizou temporariamente as regiões cerebrais responsáveis pelos problemas sociais associados às crianças com autismo.
 

De acordo com o investigador, a oxitocina promove a sintonia social, um processo que faz com que as regiões do cérebro envolvidas no comportamento e cognição social fiquem mais ativas através de estímulos sociais (observação de faces) e menos ativas através de estímulos não sociais (visualização de carros).
 

“Estes resultados são particularmente importantes uma vez que é urgente encontrar tratamentos que tenham por alvo a disfunção social presente nos distúrbios do espetro autista”, conclui Ilanit Gordon.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

Partilhar:
Classificações: 2Média: 4
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.