Ovos têm grande potencial para fabricar proteínas humanas
01 abril 2002
  |  Partilhar:

Os ovos de galinha podem ser um meio eficaz para obter
 

proteínas humanas que sirvam para curar doenças, melhores que as das ovelhas, cabras ou outros mamíferos geneticamente modificados, noticiou a revista "Nature Biotechnology".
 

 

Apesar de estar muito avançada a técnica para conseguir
 

que os animais transgénicos fabriquem no seu organismo substâncias benéficas para o homem, o processo de criação de animais mamíferos é longo e complicado.
 

 

Investigadores da empresa Avigenics e da Universidade da
 

Geórgia consideraram ontem que as galinhas geneticamente
 

modificadas podem fazer o mesmo trabalho com idêntica qualidade, mas em maior quantidade.
 

 

Uma galinha põe cerca de 350 ovos por ano e se for geneticamente modificada para que os ovos contenham proteínas, cada um deles poderá conter entre seis e sete gramas da substância necessária.
 

 

Alex Harvey, que dirigiu a investigação, disse à revista
 

Nature Biotechnology que as galinhas clonadas para produzir a enzima beta-lactamase deram resultados muito prometedores.
 

 

A clonagem da ovelha Dolly, em 1997, deu origem a toda uma
 

forma destinada a obter animais que possam produzir no seu leite ou carne proteínas e factores que sirvam para tratar doenças, que vão desde a hemofilia à diabetes, entre outras.
 

 

Na sexta-feira, cientistas franceses anunciaram ter
 

conseguido a clonagem de coelhos, juntando assim mais um animal doméstico à lista dos que já foram clonados.
 

 

Fonte: Lusa

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.