Overdoses de cocaína aumentam com subida da temperatura

Estudo publicado na revista “Addiction”

09 março 2010
  |  Partilhar:

A taxa de mortalidade provocada pela overdose acidental de cocaína aumenta com a subida da temperatura ambiente, refere um estudo publicado na revista “Addiction”.

 

Investigadores da University of Michigan em Ann Arbor, EUA, verificaram que, quando a temperatura atmosférica subia a mais de 24 ºC no estado de Nova Iorque, aumentava o número de mortes acidentais por overdose de cocaína.

 

Um estudo anterior já tinha alertado para esta co-relação, contudo, o aumento da taxa de mortalidade tinha sido associado a uma média da temperatura de 31 ºC.
 

 

No estudo, os investigadores analisaram dados estatísticos referentes à taxa de mortalidade provocada por overdose de cocaína, entre os anos de 1990 e 2006, no estado de Nova Iorque e cruzaram-nos com os registos da média semanal da temperatura do ar.

 

De acordo com o estudo, o consumo de cocaína aumenta a temperatura corporal, tornando mais difícil ao sistema cardiovascular actuar para a baixar. Do mesmo modo, os consumidores da droga também ficam menos sensíveis à subida da temperatura, não sentindo necessidade de se refrescarem.

 

Em comunicado de imprensa, a líder da investigação, Amy Bohnert, reforça o facto de o estado de Nova Iorque registar temperaturas superiores a 24 ºC cerca de sete semanas por ano. Por isso, a investigadora defende a aplicação de medidas especiais de divulgação de alertas de saúde nas áreas urbanas onde o consumo de cocaína é mais elevado.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.