Otite pode ser tratada com um única aplicação de um gel

Estudo publicado na revista “Science Translational Medicine”

20 setembro 2016
  |  Partilhar:
Uma única aplicação de um gel no canal auditivo pode produzir o mesmo efeito que uma terapia completa com antibiótico no âmbito das infeções do ouvido médio, o que torna o tratamento desta condição infantil mais fácil e potencialmente mais segura, revela um estudo publicado na revista “Science Translational Medicine”.
 
A infeção do ouvido médio, ou otite média, é a principal razão pela qual os pediatras prescrevem antibióticos para as crianças. Contudo, como a maioria dos pais sabe, dar antibióticos orais a crianças durante sete a dez dias é uma tarefa difícil.
 
Uma vez que as crianças se sentem bem poucos dias depois, por vezes os pais interrompem o tratamento demasiado cedo. O tratamento incompleto e a frequência recorrente de otites médias encorajam o desenvolvimento de infeções resistentes aos fármacos. Por outro lado, como são necessárias doses elevadas para combater a infeção, os efeitos secundários, como a ocorrência de diarreia, erupções cutâneas ou candidíase oral, são comuns.
 
Rong Yang, um dos investigadores do Hospital Pediátrico de Boston, nos EUA, explica que com antibióticos orais tem de se tratar todo o organismo repetidamente para que este atinja o ouvido médio. Com o gel, um pediatra poderia realizar um tratamento completo antibiótico de uma só vez e apenas quando for necessário.
 
Após ser colocado no canal do ouvido, o gel endurece rapidamente e permanece no local, dispensando gradualmente o antibiótico em todo o tímpano para o ouvido médio. 
 
A membrana timpânica é considerada uma barreira impenetrável. Contudo, este gel modificado consegue ultrapassar esta estrutura com a ajuda de um químico, o CPE, que aumenta a sua permeabilização. O CPE insere-se na membrana, abrindo poros moleculares que permitem que os antibióticos passem. 
 
Após terem testado o gel num roedor, com uma estrutura do ouvido semelhante à encontrada nos humanos, os investigadores verificaram que o gel foi capaz de dispensar elevadas quantidades do antibiótico ciprofloxin no ouvido médio e tratar completamente as otites provocadas pelo Haemophilus influenzae em todos os animais testados. 
 
O gel não apresentou toxicidade e o antibiótico não foi detetado no sangue dos animais. Foi observada alguma perda auditiva, mas este efeito secundário foi aliviado com a administração de uma menor quantidade de gel. 
 
Stephen Pelton, um dos coautores do estudo, conclui que a administração transtimpânica de antibióticos no ouvido médio pode permitir que as crianças beneficiem de uma rápida atividade antibacteriana dos agentes antimicrobianos sem exposição sistémica e pode reduzir a resistência dos microrganismos.
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A.
Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.