Otite crónica associada a obesidade infantil

Estudo publicado na revista “Archives of Otolaryngology-Head & Neck Surgery”

29 abril 2011
  |  Partilhar:

Crianças com inflamação crónica do ouvido médio podem sofrer alterações no paladar e tais mudanças podem ter influência na obesidade infantil, adverte um estudo da Universidade Kyung Hee, em Seul (Coreia do Sul) publicado na revista “Archives of Otolaryngology-Head & Neck Surgery”.

 

Os autores explicam que a otite média crónica com efusão é uma inflamação persistente do ouvido médio, na qual o derrame de líquido fica retido na cavidade do ouvido médio.

 

Os investigadores, liderados por Il Ho Shin, realizaram um estudo para avaliar a associação entre o limite do paladar em pacientes com otite média crónica com efusão e a sua relação com o índice de massa corporal. Os autores admitiam que a otite média crónica com efusão poderia produzir alterações no funcionamento do paladar e que tais alterações poderiam estar associadas ao peso corporal.

 

Para a investigação foram medidos os limites gustativos de 42 crianças com a patologia que passaram pela inserção de um pequeno tubo de plástico no tímpano para manter a ventilação do ouvido médio e um grupo de controlo de 42 crianças sem otite média crónica com efusão.

 

Nas provas de gosto químico, os autores usaram quatro soluções de gosto padrão (açúcar, sal, ácido cítrico e cloridrato de quinina).

 

Os resultados mostraram que as crianças com otite média crónica com efusão tinham um índice de massa corporal significativamente maior do que os do grupo controlo. Os resultados dos testes mostraram que os limites do gosto na parte frontal da língua eram superiores nas crianças com a patologia em comparação às do grupo de controlo.

 

Os testes de gosto químico também indicaram que os limites gustativos dos salgados e dos doces eram elevados nas crianças do grupo com otite média crónica com efusão. Os limites dos gostos amargos e ácido foram também, de alguma forma, superiores no grupo de otite média, mas essas diferenças não foram estatisticamente significativas.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.