Os nossos pares na infância podem prever o sucesso que alcançaremos em adultos

Estudo realizado pelo Centre for Research in Human Development

25 setembro 2012
  |  Partilhar:

De acordo com um estudo realizado por Lisa Serbin e Alexa Martin-Storey do Centre for Research in Human Development, em Concórdia, no Canadá, a avaliação dos nossos traços de personalidade pelos nossos pares na infância pode ser mais eficaz a estimar o sucesso que alcançaremos em adultos do que uma avaliação feita pela própria pessoa.
 

Ao longo de um período de dois anos, crianças dos 6 aos 13 anos, em Montreal, tiveram de avaliar os seus colegas e dizer o quanto eram agressivos ou sociáveis. Cada criança também fez a sua própria autoavaliação.
 

O percurso dos participantes do estudo foi seguido durante 20 anos de forma a realizar um estudo longitudinal.
 

Entre 1999 e 2003, os peritos realizaram questionários a 700 dos participantes. Os traços de personalidade foram avaliados, incluindo os níveis de abertura, simpatia, neuroticismo, extroversão e consciência.
 

Martin-Storey explica que durante o estudo compararam as perceções dos pares e das próprias crianças sobre os seus comportamentos com os traços de personalidade revelados na idade adulta.
 

Constatou-se que as avaliações feitas pelo grupo de pares em relação aos traços de personalidade se aproximavam mais daquilo em que as crianças se tornariam em adultos. Tendo em conta que as crianças passam todo o dia rodeadas pelos seus pares, é natural que comportamentos como a agressividade e sociabilidade se revelem no ambiente escolar.
 

Os resultados demonstraram, assim, que as avaliações dos pares serviam para prever os níveis de sucesso na vida adulta.
 

As conclusões retiradas deste estudo poderão ajudar pais e crianças a desenvolver mecanismos mais eficazes para lidar com comportamentos agressivos ou antissociais e promover comportamentos pró-sociais.
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A. 

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 4
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.