Os EUA preocupados com o perigo da resistência a antibióticos

Ou como a cura se pode tornar doença

18 janeiro 2001
  |  Partilhar:

Uma comitiva de 10 agências governamentais dos EUA (entre as quais o Centro para a Prevenção e Controlo de Doenças, a Administração para os Alimentos e os Medicamentos (FDA), o Departamento de Agricultura e a Agência de Protecção Ambiental) elaborou um plano de acção para parar a proliferação da resistência a antibióticos.
 

 

O problema dos micróbios que resistem ao tratamento está-se a tornar num risco de saúde público cada vez maior e há grande falta de informação e de conscialização do problema, disse o Dr. Stuart Levy, presidente da Aliança para o Uso Prudente dos Antibióticos à Reuters Health.
 

 

Assim, nos próximos 1 a 2 anos, uma campanha nacional vai ser lançada nos EUA, para informar a população dos perigos inerentes ao abuso dos antibióticos. O uso inadequado dos antibióticos é uma das principais causas do aparecimento de estirpes resistentes. É necessário que os consumidores "respeitem os antibióticos" disse o Dr. Levy.
 

 

Outra prioridade é a monitorização do alastramento de estirpes resistentes. Tenta-se também incentivar a investigação nesta área.
 

 

O relatório conta ainda com um plano para encorajar o desenvolvimento de métodos de tratamento de infecções resistentes e de prevenção das mesmas.
 

 

Helder Cunha Pereira
 

MNI - Médicos Na Internet
 

 

Fonte: Reuters

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.