Organização das emoções é diferente nos destros e canhotos

Estudo publicado na revista “PLoS ONE”

09 maio 2012
  |  Partilhar:

O modo como se utiliza as mãos pode terminar como as emoções estão organizadas no cérebro, sugere um estudo publicado na revista “PLoS ONE”.

 

A motivação, o impulso de aproximação ou afastamento de um estímulo físico e social, é base da emoção humana. Durante décadas, os cientistas acreditaram que a motivação por aproximação (do inglês, approach motivation) envolvia, principalmente, o hemisfério esquerdo e a motivação por afastamento (do inglês, withdraw motivation) o direito. Contudo, este estudo realizado pelos investigadores do The New School for Social Research, nos EUA, desafia esta teoria, dado que mostra que existe um padrão da atividade cerebral bem definido para os destros e para os canhotos e que estes são opostos.

 

Para este estudo os investigadores comparam a atividade dos hemisférios esquerdo e direito dos participantes, através da utilização de um eletrencefalograma. Adicionalmente foi também medido o nível da motivação por aproximação. Os investigadores verificaram que, nos destros, esta motivação estava associada com uma maior atividade do hemisfério esquerdo do que do direito, tal como o constatado em estudos anteriores. Porém, os canhotos apresentavam um padrão oposto, nestes indivíduos a motivação estava associada com uma maior atividade cerebral no hemisfério direito do que esquerdo.

 

A maioria das funções cognitivas não é revertida pela lateralidade. A linguagem, por exemplo, está associada maioritariamente ao hemisfério esquerdo, tanto para os destros como para os canhotos. “Prevemos esta reversão dos hemisférios porque observamos que as pessoas tendem a usar as diferentes mãos para realizar ações de aproximação ou de afastamento”, revelou, em comunicado de imprensa, um dos autores do estudo, Geoffrey Brookshire. As ações de aproximação são maioritariamente realizadas pela mão dominante, ao contrário das ações de afastamento.

 

“A motivação por aproximação envolve o hemisfério que controla a mão direita nos destros e pelo hemisfério que controla a mão esquerda nos canhotos. Isto não é uma coincidência. Os circuitos neuronais para a motivação podem estar funcionalmente associados com os circuitos que controlam as ações das mãos”, acrescentou o investigador.

 

Para tratar a depressão ou ansiedade, a estimulação cerebral é usada para aumentar a atividade neuronal do hemisfério esquerdo dos pacientes. De acordo com o que foi demonstrado, este tratamento, que ajuda os destros, pode ser prejudicial para os canhotos. A descoberta de que a motivação por aproximação está relacionada com a lateralidade pode conduzir ao desenvolvimento de terapias mais seguras e eficazes para os canhotos, conclui Geoffrey Brookshire.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.