Orégãos podem impedir infeções por norovírus?

Estudo publicado no “Journal of Applied Microbiology”

14 fevereiro 2014
  |  Partilhar:

Investigadores americanos descobriram que o carvacrol, uma substância presente nos orégãos e que lhe confere um aroma e sabor muito característico, é eficaz contra as infeções provocadas pelo norovírus, dá conta um estudo publicado no “Journal of Applied Microbiology”.
 

A infeção por norovírus, conhecida também por “doença de vómito de inverno" devido à sua maior persistência nesta época do ano, é a principal causa de vómitos e diarreia no mundo inteiro. Esta infeção é particularmente problemática nos lares de idosos, hospitais e escolas sendo uma causa comum das intoxicações alimentares.
 

Apesar de esta ser uma infeção com efeitos desagradáveis, a maioria das pessoas recupera em poucos dias. Contudo, nos indivíduos com problemas médicos graves já existentes, este vírus altamente infecioso pode ser perigoso.  
 

Infelizmente o norovírus humano é praticamente impossível de ser trabalhado em meio laboratorial. Assim, os investigadores têm utilizado o vírus que infeta os ratinhos, pois é considerado o mais similar em termos de resistência antimicrobiana.
 

Neste estudo, os investigadores da Universidade de Arizona, nos EUA, verificaram que o carvacrol era capaz de atuar diretamente no invólucro protetor do vírus, constituído por proteínas, e que  facilita a sua proliferação, o capsídio, e provocar a sua decomposição. Deste modo o carvacrol poderia ser utilizado conjuntamente com um agente antimicrobiano capaz de entrar na parte interna do vírus e matá-lo.
 

Uma vez que atua de uma forma lenta, comparativamente com outros desinfetantes, era aconselhável ser utilizado como parte de um regime de limpeza de rotina para deixar resíduos antimicrobianos de longa duração nas superfícies.
 

Os investigadores referem ainda que como o carvacrol atua na parte externa do vírus, é improvável que este desenvolva resistência à sua ação. Adicionalmente este é seguro, não corrosivo e não produz nenhum gás nocivo. Estas características tornam-no especialmente atrativo para ser utilizado em locais em que as pessoas são mais vulneráveis a produtos que contêm lixivia ou álcool, como é o caso das escolas, hospitais ou infantários.
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.